"Acampamentos bolsonaristas viraram incubadoras de terroristas", diz Ministro da Justiça Flávio Dino - Agora Já -

“Acampamentos bolsonaristas viraram incubadoras de terroristas”, diz Ministro da Justiça Flávio Dino



Para o novo Ministro "grave" o episódio de explosão de bomba em Brasília e afirmou ainda que o "armamentismo gera outras degenerações"

Foto:
25 de dezembro de 2022

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou neste domingo (25) que acampamentos bolsonaristas viraram “incubadoras de terroristas”. A declaração foi dada após a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prender, na noite de sábado (24), um homem suspeito de plantar uma bomba na estrada que leva ao aeroporto de Brasília.

O suspeito participava das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro e foram encontrados com ele duas espingardas, um fuzil, dois revólveres, três pistolas, centenas de munições, uniformes camuflados e outras cinco emulsões explosivas.

“Os graves acontecimentos de ontem (sábado) em Brasília comprovam que os tais acampamentos patriotas viraram incubadoras de terroristas. Medidas estão sendo tomadas e serão ampliadas, com a velocidade possível”, disse Dino em uma postagem publicada em seu perfil no Twitter.

“O armamentismo gera outras degenerações. Superá-lo é uma prioridade”. completou.

O senador eleito pelo Maranhão cumprimentou a PCDF pela prisão do empresário, mas afirmou que é necessário agir contra o que vê como crimes políticos.

“Reitero o reconhecimento à Polícia Civil do DF, que agiu com eficiência. Mas, ao mesmo tempo, lembro que há autoridades federais constituídas que também devem agir, à vista de crimes políticos”, escreveu.

Dino afirmou  também que o futuro diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, acompanha o caso. “As investigações sobre o inaceitável terrorismo prosseguem”, afirmou Dino. “Não há pacto político possível e nem haverá anistia para terroristas, seus apoiadores e financiadores”, concluiu.

 

Polícia encontrou artefato próximo ao aeroporto

 

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) informou que uma bomba foi deixada na manhã do sábado (24), na Estrada Parque Aeroporto, próximo do Aeroporto Internacional de Brasília. O objeto foi encontrado à margem da pista de rolamento, no gramado de um canteiro central.

O homem responsável por deixar o artefato na estrada foi encontrado e preso em um apartamento em Sudoeste, na região central do Distrito Federal – ele confessou que tinha intenção de explodir o artefato no aeroporto Juscelino Kubitschek. O suspeito foi autuado por posse e porte ilegal de armas, munições e explosivos e crime contra o estado democrático de direito.

 

Fonte, redação: Correio do Povo


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.