Ampliação de áreas irrigadas tem potencial para reduzir déficit de milho - Agora Já -

Ampliação de áreas irrigadas tem potencial para reduzir déficit de milho



Lavouras com sistemas de irrigação no Estado têm produzido 200 sacas por hectare, o dobro do rendimento alcançado no sequeiro

Foto: Fernando Dias / Secretaria da Agricultura / Divulgação
4 de novembro de 2020

Com produção insuficiente de milho para atender a demanda local, o Rio Grande do Sul precisa potencializar investimentos em irrigação para ampliar o volume colhido, sem a necessidade de incrementar área. Este foi o ponto defendido durante o evento técnico virtual, ocorrido nesta quarta-feira (4 de novembro) com foco no Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho), promovido pela Secretaria da Agricultura (Seapdr) e Emater.

Segundo a Radiografia da Agropecuária Gaúcha, lançada pela Seapdr durante a Expointer Digital, atualmente 140 mil hectares de plantação de milho contam com algum sistema de irrigação. Nesta área, a produtividade tem chegado a 200 sacas por hectare, mais do que o dobro do rendimento médio das lavouras de sequeiro, de 95,4 sacas, segundo a Emater.

O especialista em irrigação, agrônomo José Enoir Daniel, explica que, caso o Estado alcançasse 200 mil hectares da cultura irrigados, e obtivesse um incremento de 80 sacas nesta área, o volume colhido somente nas lavouras irrigadas superaria os 2 milhões de toneladas de milho, quantidade que ajudaria a reduzir o déficit do grão no Estado. “Irrigação não combate seca, mas é uma tecnologia muito importante para produzir com segurança”, enfatizou.

O diretor das Câmaras Setoriais e Temáticas da Secretaria da Agricultura (Seapdr), Paulo Lipp João, informou que o objetivo é que o Estado alcance pelo menos 240 mil hectares irrigados de milho, em médio prazo. Para isto, comentou que a Seapdr, junto a um grupo de entidades, está elaborando um novo programa estadual de irrigação que, além de prever subsídio financeiro ao produtor, buscará reduzir a burocracia quanto às licenças ambientais necessárias, um pleito do setor produtivo. Em função da estiagem, na safra 2019/2020, o Rio Grande do Sul produziu apenas 4,1 milhões de toneladas de milho em 783 mil hectares.

 

*Fonte: Correio do Povo


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.