Aproveitando os tempos de Black Friday, vamos falar sobre compulsão por compras? - Agora Já -

Aproveitando os tempos de Black Friday, vamos falar sobre compulsão por compras?

27 de novembro de 2017

Existe um prazer em comprar algo que satisfaça nossas necessidades ou mesmo que esteja relacionado a um desejo ou um sonho, isso dentro de certa harmonia é considerado natural e até mesmo saudável, porém existe uma linha ténue entre o “naturalmente” compensador e a dependência.

O ato de comprar pode ser vivido por muitos sujeitos de um modo compulsivo trazendo prejuízos para a vida social, familiar e relacional. Quem não conhece pessoas que compram compulsivamente, estouram o limite do cartão de crédito, do cheque especial e a conta no banco de forma frequente. Por isso, atenção! Quando o ato de comprar se desregula, se torna frequente passando a causar sofrimento e interferindo na rotina diária e na vida financeira pode passar a caracterizar um estado patológico.

Observa-se que esse problema cresceu muita na modernidade, e esta relacionado com o fato de termos nos tornando uma sociedade do consumo. A compulsão para as compras é assim, naturalmente favorecida por este incessante incentivo ao consumo, ainda ao fato de que se pararmos para pensar, nunca houve tanto crédito disponível para quem está disposto a se endividar.

A adição às compras ou compra compulsiva é um dependência em que o mecanismo da dependência não resulta de uma substância, mas do modo compulsivo de realizar um comportamento (a compra). Este problema pode começar de modo sutil e aumentar rapidamente, atinge na maioria das vezes mulheres entre 25 e 60 anos, mas tem se observado cada vez mais diminuição desta faixa etária.

Na compulsão por compras existe um impulso para consumir sem qualquer objetivo específico ou necessidade, não é acompanhada de prazer, ao contrário, seguida posteriormente de sentimento de culpa, é a compra por impulso. Os compradores compulsivos costumam adquirir produtos que muitas vezes nunca vão usar e deixam de pagar contas essenciais por causa dos gastos supérfluos. Ciclos de ansiedade antes da compra, prazer durante o pagamento e arrependimento logo em seguida: esse é o perfil observado com frequência nos compradores compulsivos.

O ato de comprar serve muitas vezes como um “remédio” para a angustia e o estresse, despertando nas pessoas uma sensação de bem-estar, prazer e satisfação momentânea. No comprador compulsivo, este sentimento é potencializado o que faz com que acabe indo em busca com grande frequência porque não consegue atingir esta satisfação de outra maneira. As compras passam a ser a solução para as sensações desagradáveis, negativas e frustrações, como se preenchessem um vazio.

Sem tratamento, o problema é capaz de causar, além de dívidas cada vez maiores, depressão e isolamento social. O tratamento pode conjugar o acompanhamento psicoterápico em conjunto com o psiquiátrico. O acompanhamento psicológico é fundamental e será importante não só pelo desconforto e impacto negativo que a compulsão tem na qualidade de vida de quem sofre, mas também pelo fato de poder se tornar progressiva, isto é, poder piorar com a passagem do tempo.

De modo geral, o tratamento através do acompanhamento psicoterapêutico tem se mostrado cada vez mais eficaz. A psicoterapia buscará tratar a compulsão na resolução dos conflitos internos da sua origem, buscando entender os motivos que fazem a pessoa agir de tal forma. Permite ajudar o sujeito a buscar o controle deste

comportamento, ajudando também a pessoa a aprender a lidar com os acontecimentos da sua vida de forma mais eficaz, restaurando assim a capacidade de prosseguir construindo a vida e respondendo de outro modo aos desafios. Muito importante salientar ainda a importância do apoio familiar para a superação do problema.

 

Ciana Dill

Psicóloga de crianças, adolescentes e adultos
Especialista em problemas do desenvolvimento na infância e adolescência | Formação em processos do luto e da perda
Fone (55) 99968-0733 | WhatsApp (55) 99161-7086
Rua Alfredo Brenner, nº 435 – Centro – Panambi/RS (em frente ao CEP)


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados