Ataque aéreo turco mata 30 no sudeste da Turquia, diz prefeito - Agora Já -

Ataque aéreo turco mata 30 no sudeste da Turquia, diz prefeito

29 de dezembro de 2011

A Força Aérea turca matou ao menos 30 pessoas em um ataque noturno no sudeste da Turquia, perto da fronteira iraquiana, aparentemente confundindo contrabandistas com militantes curdos, informou nesta quinta-feira o prefeito de Uludere, Fehmi Yaman.

“Nós temos 30 corpos, todos eles queimados. O Estado sabia que essas pessoas estavam fazendo contrabando na região. Este tipo de incidente é inaceitável. Eles foram atingidos do ar”, disse Yaman.

Já o porta-voz da União Patriótica do Curdistão (UPK) Karwan Anwar afirmou à agência Efe que há ao menos 40 mortos.

A cidade de Uludere fica na província de Sirnak, no sudeste do país. De acordo com Ertan Eris, vereador do Conselho Provincial de Sirnak, de 35 a 40 pessoas com idades de 16 a 20 anos cruzaram a fronteira para contrabandear produtos. Ele disse que o balanço final de vítimas deve ser maior, pois a neve prejudica os trabalhos das equipes de emergência.

Segundo a agência de notícias privada turca Dogan, alguns aviões não tripulados descobriram o grupo de pessoas na região de Uludere entre o fim da noite passada e o início desta madrugada, e o Exército da Turquia decidiu atacá-los nas primeiras horas desta quinta-feira com caças-bombardeiros F16.

As autoridades locais afirmaram que as vítimas contrabandeavam açúcar e combustível para a Turquia e podem ter sido confundidas por rebeldes do PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão).

Os serviços de segurança locais confirmaram o bombardeio, mas não divulgaram números de vítimas. As autoridades turcas afirmaram que o incidente ocorreu no lado iraquiano da fronteira e anunciaram que emitirão um comunicado quando concluída a investigação dos fatos.

“Havia rumores de que o PKK iria cruzar esta região. Foram feitas imagens de uma multidão cruzando a área na noite passada, por isso foi realizada uma operação”, disse uma fonte do setor de segurança citada pela agência Reuters. “Não tínhamos como saber se esse pessoal era membro do grupo (PKK) ou contrabandistas”, afirmou.

CONFLITO

O Exército turco costuma bombardear redutos de rebeldes curdos na região, como parte do confronto com o grupo armado PKK, e vem intensificando as operações na área desde agosto.

Os insurgentes do PKK utilizam suas bases no norte do Iraque para executar ataques contra alvos no território da Turquia.

O governo turco executou uma operação ao norte do Iraque em outubro, depois que o PKK matou 24 soldados na localidade de Cukurca, perto da fronteira, no ataque mais violento contra o Exército do país desde 1993.

O PKK, considerado terrorista por vários países, iniciou uma luta armada em 1984. O conflito já provocou 45 mil mortes desde então.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados