Bolsonaro: reajuste a servidores depende de PEC dos Precatórios - Agora Já -

Bolsonaro: reajuste a servidores depende de PEC dos Precatórios



Se aprovada, PEC abrirá espaço de R$ 91 bilhões no Orçamento; texto já passou pela Câmara e agora será analisado pelo Senado

Foto: ALAN SANTOS
17 de novembro de 2021

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, no Bahrein, no Oriente Médio, que caso a PEC dos Precatórios seja aprovada pelo Congresso Nacional, o governo terá espaço fiscal para conceder um reajuste aos servidores federais. O texto já passou pela Câmara dos Deputados e, agora, tramita no Senado.

Segundo o governo, a PEC dos Precatórios, se aprovada, abrirá espaço de R$ 91 bilhões nos cofres públicos. Dentre outras coisas, os valores serviriam para financiar o Auxílio Brasil, programa de transferência de renda substituto do Bolsa Família.

Segundo Bolsonaro, não seria o aumento que o funcionalismo público federal merece, mas o que o governo teria capacidade de dar. “A inflação chegou a dois dígitos. Conversei com o Paulo Guedes, em que passando a PEC dos Precatórios tem que ter um pequeno espaço para dar algum reajuste. Não é o que eles merecem, mas é o que podemos dar. Todos os servidores federais, sem excessão”, disse. O presidente não falou sobre o percentual de reajuste que poderá ser concedido ao funcionalismo.

Bolsonaro também afirmou que não há previsão para novos concursos públicos e disse que os certames acontecerão apenas em casos de exceção. “O concurso público é apenas uma exceção, como fizemos para a PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal). E nós, dessa maneira, estaremos mostrando responsabilidade. No tocante à reforma administrativa, não atingirão os atuais servidores”, lembrou.

 

*Fonte: Correio do Povo


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.