Chuva obriga 10% da população de Quaraí a deixar suas casas - Agora Já -

Chuva obriga 10% da população de Quaraí a deixar suas casas

Foto:
12 de novembro de 2013
O número de afetados pela chuva aumentou durante toda a segunda-feira em Quaraí e já é equivalente a 10% da população da cidade da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, que tem 23 mil habitantes. No início da noite, a prefeitura do município na divisa com o Uruguai registrava 2,2 mil afetados, sendo 200 desabrigados e 2 mil desalojados pela subida do rio que dá nome à cidade.
Na última medição, às 18h, o Quaraí estava 11,85 metros acima do seu nível normal e a previsão é de que suba até 12 metros. Com a elevação das águas, toda a população ribeirinha do entorno da cidade foi afetada. De acordo com o secretário municipal de Obras, Claudino Murilo Júnior, equipes da Defesa Civil, Exército, Corpo de Bombeiros e prefeitura auxiliam no resgate aos atingidos. No domingo, o prefeito, Ricardo Olaechea Gadret, já salientava a necessidade de decretar situação de emergência.
A última intervenção ocorreu em chácara na qual foi necessária lancha para retirar pessoas e alguns bens da casa atingida. As vítimas das cheia são encaminhadas para alojamento no CTG Orelhano, no Ginásio de Esportes do Instituto Estadual Professor Diehl e no Piquete Acorda Rio Grande.
Prejuízo de até R$ 6 milhões
Apesar da prefeitura ainda não totalizar números dos prejuízos, conforme Claudino Júnior a destruição foi grande. “Pontes foram destruidas no interior, assim como estradas. Muitas casas ficaram sem telhados”, salientou o secretário. “O calçamento das vias foi danificado e ocorreram quedas de árvores na praça principal da cidade”, acrescentou.
Os danos foram graves à rede de iluminação da cidade, de cerca de R$ 180 mil conforme Claudino Júnior. A situação foi ainda pior para o cultivo do arroz, com 99% das lavouras perdidas, num prejuízo aproximado de R$ 6 milhões. “Ainda esperamos pelo pior, pois a chuva segue e o rio está subindo”, comentou o secretário.
Muro do quartel cai
Até mesmo o quartel do 5º Regimento de Cavalaria Mecanizada foi afetado, com o muro da corporação desmoronando em dois pontos pela pressão da água. Felizmente o incidente não deixou feridos, apesar da violência da destruição nas ruas Duque de Caxias e Ascanio Tubino.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.