Com Kleber expulso, Grohe fecha o gol e Grêmio segura empate com o Palmeiras - Agora Já -

Com Kleber expulso, Grohe fecha o gol e Grêmio segura empate com o Palmeiras

Foto:
1 de setembro de 2012
O Grêmio arrancou um ponto do Palmeiras no Pacaembu. Com o atacante Kleber expulso no começo do jogo, o time de Luxa atuou boa parte dos 90 minutos de jogo com um jogador a menos contra a equipe de Felipão. Com atuação praticamente perfeita, Marcelo Grohe fechou o gol gremista apesar da forte pressão do adversário e garantiu o 0 a 0 fora de casa.
Com o ponto somado em São Paulo, o Grêmio chega aos 41 e se mantém na terceira posição do Brasileirão. Está a três dos líderes Fluminense e Atlético-MG, com 44. O próximo compromisso da equipe de Vanderlei Luxemburgo pelo campeonato será contra o Atlético-GO, na próxima quarta-feira, no Olímpico.
Kleber é expulso e Palmeiras domina
O jogo começou com muita disputa no meio-campo. Lembrava um pouco os grandes embates da década de 90, em que Felipão e Luxemburgo estavam em lados opostos. Outro que também trocou de camisa foi Kleber. A torcida do Palmeiras não esquecia ele um só segundo. A cada vez que o atacante gremista tocava na bola, ouvia uma enorme vaia no Pacaembu.
Luxemburgo optou por começar o jogo com Marco Antonio, deixando Marquinhos no banco. Justificou sua escolha dizendo que o lateral Juninho iria jogar em cima de Pará e que precisava de alguém para reforçar a marcação. O que acabou funcionando no começo.
O primeiro lance de perigo foi por cima. Falta para o Palmeiras na meia esquerda, Tiago Real rolou para o meio e João Vitor arriscou de longe. Grohe encaixou no meio do gol.
As vaias para Kleber continuaram. E os cartões amarelos começaram a surgir. O primeiro, a 12 minutos de jogo, foi por retardar uma cobrança de falta. Cinco minutos depois, um golpe duro para o Grêmio. O Gladiador disputou bola com Henrique no meio e acabou dando um cotovelaço no volante do Palmeiras. Recebeu o segundo amarelo e acabou indo para o chuveiro mais cedo.
Com um a menos, o Grêmio mostrou certo nervosismo em campo. No lance seguinte, Werley errou em bola e Barcos avançou em direção a área. Mas Souza conseguiu consertar o erro e desarmar o atacante palmeirense. Depois, a vez foi de Naldo. O camisa 4 dominou na ponta direita e acabou escorregando. Se recuperou em seguida e deu um chutão para frente.
O Palmeiras seguia atacando. E Felipão aproveitou a vantagem numérica para colocar o veloz Maikon Leite em campo no lugar de João Vítor. A equipe paulista quase chegou ao gol aos 42 minutos do segundo tempo. Arthur recebeu na entrada da área e soltou um chute venenoso, a direita do gol de Grohe.
O Grêmio apostava nos contragolpes. E deu a resposta três minutos depois. Em bela jogada, Marcelo Moreno lançou Zé Roberto, que invadiu a área e driblou o goleiro Bruno. O camisa 10 puxou para a ponta esquerda e chutou em gol. Aí, a bola acabou batendo na mão de Maurício Ramos, que depois afastou o perigo. Os jogadores do Grêmio pediram pênalti. Sandro Meira Ricci mandou seguir o lance e nada apitou.
Palmeiras pressiona e Grohe segura empate
O Palmeiras voltou com Corrêa no lugar de Arthur para a segunda etapa. A alteração tornou o time de Felipão ainda mais perigoso. O carequinha assumiu o flanco direito da equipe paulista e também as jogadas de bola parada.
Logo no primeiro minuto de jogo, cobrou falta fechada, que passou com perigo ao lado do poste esquerdo de Grohe. O time paulista seguiu pressionando. O rápido Maikon Leite pegou rebote na entrada da área e arriscou. A bola passou com perigo, a esquerda do gol tricolor.
O Grêmio jogava com cautela. Mas não estava morto. Aos 10 minutos, Zé Roberto puxou o contragolpe e fez linda jogada pela esquerda. Serviu Moreno dentro da área, que acabou chutando em cima de Maurício Ramos, que afastou o lance de perigo para o gol de Bruno.
Enquanto isso, Marcelo Grohe se destacava. Fechando o gol gremista, fez bela defesa em uma bomba de Maikon Leite. O atacante do Palmeiras voltou a levar perigo ao gol gremista em seguida, com novo chute por cima do gol. Depois, aos 32 minutos, Mazinho também arriscou. Grohe fez uma intervenção providencial e espalmou para fora.
A pressão do Palmeiras seguia e o gol quase saiu no final do jogo. Barcos invadiu a área e tentou encobrir Grohe. No entanto, a sorte estava do lado gremista. A bola bateu no travessão e foi para fora.
Mas não foi só a sorte que deu um ponto para o Tricolor no Pacaembu. Mais uma vez, as mãos de Marcelo Grohe salvaram o time do Grêmio.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.