Com o final da apuração dos votos no Rio Grande do Sul, o mapa do poder no Estado - Agora Já -

Com o final da apuração dos votos no Rio Grande do Sul, o mapa do poder no Estado

Foto:
8 de outubro de 2012
Com o final da apuração dos votos no Rio Grande do Sul, o mapa do poder no Estado sofreu algumas alterações, mas manteve PP e PMDB como partidos com o maior número de prefeitos.
Na comparação com 2008, o PP saiu de 146 para 136 prefeituras neste pleito. Já o PMDB tinha 142 há quatro anos, e, a partir do ano que vem terá 132. Apesar da manutenção do domínio das duas siglas, o PT saltou de 60 para 72 prefeituras, o PDT ampliou de 65 para 70 e o PSB foi de 12 para 18. Outras legendas que perderam prefeituras foram o PTB (de 31 em 2008 para 28) e o DEM (de 13 para 9 em 2012).
Alguns partidos que não tinham representantes conseguiram eleger prefeitos em seis municípios gaúchos. Dentre eles, o que saiu mais fortalecido foi o PSD, que terá mandatários em São José do Sul, Três Forquilhas e Barra do Ribeiro. Já o PSC terá o prefeito de Jóia, o PPL o de Pedras Altas e o PV o de Paulo Bento.
O PSDB manteve o mesmo número de prefeituras: 19. O PHS também, com um prefeito. Já o PPS saltou de 4, para 5 mandatários.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.