Com quase 70% dos votos válidos, Leonardo Lamachia vence eleição da OAB-RS - Agora Já -

Com quase 70% dos votos válidos, Leonardo Lamachia vence eleição da OAB-RS



Pleito ocorreu de forma online pela primeira vez em 89 anos da seccional gaúcha

Foto: Lucas Pfeuffer / OAB-RS
22 de novembro de 2021

Pela primeira vez em 89 anos, a Ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Sul (OAB-RS) escolheu as diretorias da seccional por meio de votação online. No pleito, que ocorreu nesta segunda-feira (22), a Chapa 1 – OAB Mais, liderada por Leonardo Lamachia, saiu vencedora com 67% dos votos válidos. Ao todo, foram computados 48.198 votos — a eleição foi maior já registrada.

Candidato da situação, Lamachia foi eleito para a gestão 2022/2024 com 29.502 votos — ele substituirá o atual presidente Ricardo Breier. A oposição, a Chapa 2 – Somos [email protected] OAB – Muda OAB/RS, encabeçada por Paulo Torelly, recebeu 14.093 votos. Os votos em branco somaram 2.645, e os nulos, 1.958.

Os advogados também elegeram as diretorias da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA-RS) e das 106 subseções de todo o Estado em formato híbrido.  Em Porto Alegre, a votação presencial aconteceu na OAB Cubo, em frente ao Foro Central.

Vice-presidente do Instituto dos Advogados do RS e conselheiro estadual da OAB/RS, Leonardo Lamachia é irmão de Claudio Lamachia, que comandou a OAB/RS há 10 anos e foi o primeiro advogado gaúcho com inscrição no RS a presidir a OAB Nacional (triênio 2015-2018). Claudio também é neto de Paulo Pacheco Prates, que foi secretário-geral da Ordem gaúcha de 1979 a 1981, na gestão do presidente Justino Vasconcellos.

Compõem a chapa eleita Neusa Rolim Bastos (vice-presidente), Gustavo Junchem (secretário-geral), Karina Contiero (secretária-geral adjunta) e Jorge Luiz Dias Fara (tesoureiro).

 “Eleição inclusiva e transparente”

Lamachia destacou que a eleição desta segunda-feira foi inclusiva e transparente. Ele ressalta a responsabilidade que o elevado índice de aprovação recebido representa, tendo em vista o legado deixado por seu irmão, Claudio Lamachia.

— Esta votação dá maior legitimidade ao nosso trabalho, mas também traz mais responsabilidade para os próximos anos.

Ele ressalta que o seu principal compromisso no mandato será a retomada das audiências presenciais, além de apoiar os advogados que enfrentaram dificuldades durante a pandemia de coronavírus e passam por um período de recuperação. O advogado também “lamenta” a postura da chapa de oposição, que ingressou na Justiça Federal para adiar as eleições 2021.

— Não é mais possível que os julgamentos e audiências sejam realizados obrigatoriamente de forma online. Entendemos que as votações devem ocorrer dentro do Foro, com a possibilidade de realização remota, mas nunca uma imposição. Quero ajudar na recuperação dos colegas advogados que foram duramente atingidos durante a pandemia. Eu lamento a postura da outra chapa de colocar em xeque um pleito tão transparente e, por isso, receberam a resposta que mereciam.

 

*Fonte: GaúchaZH


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.