Como realizar um intercâmbio acadêmico no exterior? - Agora Já -

Como realizar um intercâmbio acadêmico no exterior?

18 de outubro de 2017

A possibilidade de realizar um intercâmbio acadêmico sempre é uma opção para os jovens e pode ser considerada uma oportunidade única para o desenvolvimento pessoal e profissional. Nesse sentido, em que pese às dificuldades encontradas pela falta de incentivo para jovens brasileiros realizarem intercâmbio acadêmico no exterior, existe espaço para os brasileiros nas universidades estrangeiras. Viajar, conhecer novas culturas, falar outras línguas, aperfeiçoar os estudos e a carreira profissional, se dedicando às áreas de nosso interesse, torna a formação universitária mais completa.

Tudo isso, evidentemente, não acontece do dia para a noite, até porque é preciso seguir várias etapas, desde a aprovação do candidato em critérios internos na universidade, a realização da candidatura propriamente dita, a obtenção de visto, compra de passagens, pagamento de seguro saúde e a preparação para a viagem. Esta preparação ocorre em todos os casos, mas existem diferentes formas de realizar um intercâmbio acadêmico.

Existe a possibilidade de obtenção de uma bolsa de estudos, isto é, um suporte financeiro do governo ou de agências de fomento ao ensino, à pesquisa e à extensão, ou, também, convênios bilaterais. Por exemplo, o programa Ciências sem Fronteiras, o qual foi desenvolvido pelo Governo Federal, era, sobretudo, até o início da crise política vivida no país uma opção válida para muitos brasileiros. Infelizmente, mesmo aquele programa tinha como foco principal as áreas das ciências exatas, como engenharias e cursos que não envolvessem as ciências humanas ou sociais, portanto, englobava apenas algumas áreas.

Assim, para que exista a possibilidade de realização de intercâmbio acadêmico nos dias atuais, é preciso que as universidades tenham celebrado convênios bilaterais, isto é, convênios particulares, os quais normalmente estabelecem facilidades para os estudantes, como a concessão de estadia, isenção de taxas acadêmicas, inclusive, com o aproveitamento de créditos na grade curricular.

Por fim, para realizar o intercâmbio, o candidato deve estar com no mínimo um nível intermediário na Língua Inglesa ou a língua falada no país de destino, seguir todos os passos para a seleção na universidade de destino e se organizar pelo menos um semestre antes da partida. São dicas para quem pretende aproveitar melhor as oportunidades após a chegada na universidade de destino.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados