Diplomata brasileira morre após contrair malária na Guiné Equatorial - Agora Já -

Diplomata brasileira morre após contrair malária na Guiné Equatorial

27 de dezembro de 2011

A diplomata brasileira Milena Oliveira de Medeiros morreu nesta segunda-feira, após contrair malária em Malabo, na Guiné Equatorial, onde participou da IV Reunião Ministerial da Cúpula América do Sul-África, em novembro. As informações são do Itamaraty. “A secretária Milena Oliveira de Medeiros sempre exerceu suas funções com grande dedicação e sentido de dever. Sua passagem, que abrevia prematuramente uma carreira promissora, é sentida profundamente por todos os seus amigos e colegas”, lamenta nota oficial.
Segundo o Itamaraty, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, manifestou aos parentes da diplomata suas condolências e a solidariedade de todo o corpo de funcionários do ministério. Milena tinha 35 anos e era natural do Acre.
A malária é uma doença causada pelo protozoário do gênero Plasmodium. Sua transmissão ocorre por meio da picada do mosquito fêmea Anopheles. Os infectados podem apresentar sintomas como dor de cabeça e no corpo, fraqueza, febre alta e calafrios. Em geral, esses quadros são acompanhados por dor abdominal e nas costas, tontura, náuseas e vômitos. Gestantes, crianças e pessoas infectadas pela primeira vez estão sujeitas à maior gravidade da doença.
O período de incubação varia de oito a 17 dias. De acordo com o Ministério da Saúde, não há vacina e o melhor caminho é a prevenção. A malária é uma doença que tem cura e o tratamento é eficaz, simples e gratuito, mas pode evoluir para suas formas graves em poucos dias se não for diagnosticada e tratada de forma rápida e adequada.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados