Gás Natural sobe 14,8% a partir desta quarta-feira - Agora Já -

Gás Natural sobe 14,8% a partir desta quarta-feira



Motivo é alta do custo de aquisição do combustível neste ano

31 de julho de 2018

O preço do Gás Natural (GN) fornecido pela Sulgás subirá 14,8%. O impacto será direto em postos de combustíveis (GNV) residências, indústria e comércio a partir desta quarta-feira. O motivo é a alta do custo de aquisição do combustível pela Sulgás em 27% neste ano, num reflexo da elevação das cotações dos indicadores internacionais de petróleo e derivados, justificou a empresa.

No setor do varejo de combustíveis a informação causou surpresa. “São elevações que os postos não têm mais como absorver para poder manter a saúde financeira dos estabelecimentos”, disse o presidente do Sulpetro, João Carlos Dal’Aqua numa crítica ao aumento aplicado “justamente num momento de alta das vendas do GNV”.

Taxistas perdem receita

Aos taxistas a notícia também foi ruim. Cerca de 70% da frota de 3.940 veículos em Porto Alegre usa o GNV como combustível. “São 14,8% de receita a menos no final do nosso dia”, lamentou o diretor administrativo do Sintáxi, Adão Ferreira de Campos. Na média, o ganho dos taxistas já caiu 45% desde janeiro devido a menor procura causada pela concorrência do transporte por Apps.

Segundo Campos, desde o ano passado os táxis na Capital não tiveram nenhuma correção tarifária. Por essa razão o custo de manutenção das despesas diárias de um táxi fica mais pesado quando a remuneração diminui. “Isso vai agravar a situação, estamos numa crise, as pessoas estão com menos dinheiro e cortando despesas”, observou.

Clientes do GNV

Até o final de junho a Sulgás tinha mais de 47 mil clientes, entre postos de GNV, comércio, indústria e residências. No Estado mais de 67 mil veículos foram adaptados para o uso do gás natural, informou a empresa. O reajuste de 14,8% é o segundo do ano. O primeiro foi de 11% em janeiro, mas foi relativo à variação do ano de 2017, que não teve correção.

Para o Sulpetro nesta quarta-feira há outra má notícia, levando-se em conta o momento de recessão: haverá aumento no valor da base de cálculo do ICMS sobre a gasolina, chamado preço de pauta. “São elevações que os postos de combustíveis não têm mais como absorver para poder manter a saúde financeira dos estabelecimentos”, reclamou Dal’Aqua.

ICMS novo

No novo preço estabelecido pelo governo estadual para efeito de cobrança de ICMS, a gasolina sofrerá elevação de R$ 0,04 no valor da base de cálculo. Isso representará um acréscimo de R$ 0,02 no recolhimento do imposto – a alíquota de ICMS sobre o produto é de 30%. De acordo com tabela do Sulpetro as alterações no preço de pauta provocarão as seguintes mudanças:

Na gasolina C, o preço de pauta passa de R$ 4,7657 para R$ 4,8038; no etanol (AEHC), muda de R$ 4,0540 para R$ 4,0158, no gnv vai de R$ 2,829 para R$ 2,8275; no diesel S 10, passa de R$ 3,4365 para R$ 3,4261, e no diesel S 500 aumenta de R$ 3,3415 para R$ 3,3291.

 

*Fonte: Correio do Povo | Foto: Mauro Schaefer


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.