Indústria gaúcha tem evolução praticamente zero em nove meses - Agora Já -

Indústria gaúcha tem evolução praticamente zero em nove meses

7 de novembro de 2011

O Índice de Desempenho Industrial do Rio Grande do Sul (IDI-RS) cresceu 1,8%, em setembro, na comparação com agosto, influenciado pelo segmento de tabaco, que aumentou as vendas em 140% em função da alta do dólar. Para o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Heitor José Müller, o resultado pouco alterou a conjuntura desfavorável enfrentada pelo setor no acumulado do ano, que soma “desempenho zero”. O industrial lembrou, ainda, que o IDI-RS permanece no mesmo nível de março de 2010.

Em setembro, os indicadores pesquisados tiveram resultados contraditórios, segundo a Fiergs. Em relação a agosto, a expansão da atividade industrial refletiu o aumento do Faturamento (5,8%), das Compras de Matérias-Primas (3,2%) e da Massa Salarial (1,7%). Por outro lado, caíram o Emprego (-0,1%), as Horas Trabalhadas na Produção (-0,5%) e a Utilização da Capacidade Instalada (-2,1%).

No acumulado de 2011, o desempenho ficou praticamente zerado (-0,1%), ante os primeiros nove meses de 2010. Os piores resultados setoriais vieram de Tabaco (-10%), Máquinas e Material Elétrico (-9%), Têxteis (-6%) e Máquinas e Equipamentos (-4,2%). Os maiores avanços foram verificados em Material Eletrônico e de Comunicação (20,3%), Veículos Automotores (12,7%) e Químicos e Refino de Petróleo e Álcool (2,1%).


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados