Inter desperdiça chances e acaba derrotado para o Cruzeiro em Minas - Agora Já -

Inter desperdiça chances e acaba derrotado para o Cruzeiro em Minas

14 de novembro de 2011

Em um jogo em que o Inter perdeu pelo menos nove boas chances de gol, o time comandado por Dorival Júnior foi derrotado pelo Cruzeiro em Minas Gerais por 1 a 0. Com o resultado, o Colorado — décimo colocado, com 51 pontos — foi ultrapassado por Santos e Coritiba devido ao número de vitórias — além do São Paulo, que chegou aos 53 pontos já no sábado — e precisa de quatro vitórias em quatro jogos para ainda sonhar com a vaga para a Libertadores da América do próximo ano.

O jogo                                                                                                                                                     A partida começou quente. Com ambas as equipes precisando da vitória, Inter e Cruzeiro partiram para o ataque com velocidade. Logo a um minuto, Nei fez boa jogada pela direita e cruzou. A bola passou por toda a área e saiu pela linha de fundo. Pouco depois, foi a vez do Cruzeiro. Wellington Paulista chutou por cima. Em seguida, Roger cobrou falta e a zaga do Inter afastou. Aos 12 minutos, a primeira boa chance de gol para o Inter: Gilberto foi lançado e Fábio conseguiu afastar. No rebote, Oscar concluiu por cima, em chute que passou raspando o travessão. Até os 15 minutos, o Inter era melhor no meio e pressionava a saída de bola com Gilberto e Oscar, com auxílio de Tinga, posicionado mais à frente. Aos 18, D’Alessandro driblou Leandro Guerreiro na direita e cruzou para Gilberto, que cabeceou forte, no canto de Fábio. O goleiro se esticou e espalmou para escanteio em boa jogada colorada. Mas, aos 19 minutos, na primeira oportunidade, o Cruzeiro abriu o placar. Wellington Paulista levou a bola à linha de fundo e cruzou. Sem comunicação, os zagueiros do Inter ficaram olhando a bola chegar à cabeça de Farías. Sozinho, o argentino cabeceou firme, empurrando a bola para o fundo da rede de Muriel. Um a zero para os mineiros. O Cruzeirou melhorou um pouco após o gol, mas quem seguiu pressionando foi o Inter. Aos 22 minutos, Tinga tabelou com Gilberto e entrou livre na área. Cara a cara com Fábio, chutou para fora. Aos 23, D’Alessandro cruzou e, antes que a bola chegasse à cabeça de Oscar ou Gilberto, Fábio afastou de soco. Aos 24 minutos foi a vez do Cruzeiro chegar na área colorada. Pela esquerda, Diego Renan entrou livre e chutou para fora. Aos 28, Gilberto ajeitou de peito para Tinga, que arriscou para defesa de Fábio em outra boa chance criada pelo Inter. Aos 31, Muriel fez grande defesa em chute de Wellington Paulista após tabela com Farías. Já no fim do primeiro tempo, aos 35 minutos, D’Alessandro chutou e Fábio defendeu. Aos 36, Oscar entrou livre na área e Fábio defendeu novamente. Segundos depois, Gilberto recebeu bom passe de D’Alessandro na grande área e, sozinho, chutou para fora. Aos 40, duas chances em sequência: primeiramente, Gilberto fez boa jogada pela direita e chutou cruzado. Na sobra, Oscar arrematou e a bola passou perto do canto direito do goleiro cruzeirense. Aos 41, depois de tabela entre D’Alessandro e Bolatti, Tinga recebeu na entrada da área e também chutou para fora.

Segundo tempo                                                                                                                                   O Cruzeiro voltou melhor para o segundo tempo. Arriscou mais e partiu mais para o ataque depois de ter sofrido pressão do Inter durante toda a segunda metade da primeira etapa. Aos quatro minutos, Farías cabeceou para o chão e Muriel afastou de soco. No contra-ataque, o Inter desperdiçou outra chance com Oscar. Em seguida, o Inter melhorou mas não mostrou força para reverter o resultado. Mesmo com a expulsão de Elton, aos sete minutos, o Cruzeiro não conseguiu pressionar o Colorado, embora tenha explorado bons contra-ataques devido à necessidade que o Inter tinha de atacar. O volante colorado, que havia levado cartão amarelo aos 25 minutos do primeiro tempo, recebeu o vermelho após colocar a mão na bola em um lance com Wellington Paulista na intermediária de defesa do Inter. Aos 15 minutos, Nei perdeu a grande chance colorada do jogo. Entrando de surpresa, na área, o lateral recebeu cruzamento de Tinga e desviou de Fábio. A bola, caprichosamente, tocou no travessão e voltou. No rebote, a zaga do Cruzeiro afastou para o meio. Em seguida, foi a vez do Cruzeiro perder um gol incrível. Farías recebeu sozinho e, sem goleiro, chutou para fora. Enquanto Dorival Júnior trocou Bolatti por Andrezinho — recuando Tinga e deixando o Inter com um volante e três meias, com o mesmo um atacante à frente —, aos 19 minutos, Vagner Mancini manteve o esquema 4-4-2 ao substituir Leandro Guerreiro por Sandro Manoel. Em seguida, João Paulo e Zé Roberto entraram nos lugares de D’Alessandro e Gilberto. Com as substituições, o Inter perdeu a pouca força ofensiva que exibiu durante todo o segundo tempo. A equipe rondava a área adversária mas não conseguia chegar perto do gol para concluir. Nos cruzamentos, sem sucesso, a vantagem foi quase sempre da zaga do Cruzeiro, que ainda tentou ampliar com Ortigoza. O atacante marcou mas teve o gol anulado — de maneira equivocada — pela arbitragem devido à posição de impedimento. Na última chance, aos 43 minutos, Andrezinho chutou e Fábio espalmou mais uma vez. Fim de jogo. E início de mais uma semana para sonhar com a Libertadores, que, de fato, está cada vez mais distante.

Próximos jogos:
16/11 – 20h30min – Inter x Bahia
20/11 – 17h – Botafogo x Inter
27/11 – 17h – Flamengo x Inter

CLICRBS.COM


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados