Inter letárgico sofre goleada de 3 a 0 para o Náutico - Agora Já -

Inter letárgico sofre goleada de 3 a 0 para o Náutico

Foto:
5 de novembro de 2012
A bola parada do Náutico fulminou o Inter, neste domingo no estádio dos Aflitos, e foi essencial para a goleada do Náutico. Destaques individuais não surgiram, o Colorado criou pouco e sucumbiu por 3 a 0, com duas cobranças de falta de Souza e um cabeceio de Kiesa.
Um primeiro tempo em que na maior parte do tempo o Náutico mostrou a iniciativa foi vital para definir o placar a favor dos donos da casa. Ainda assim, as oportunidades de gol criadas foram poucas e apenas na bola parada surgiu o diferencial no placar. O Timbu até arriscou logo no começo. Aos 2 minutos, Josa dominou no meio sozinho, tentou o chute forte de longe, mas a bola encobriu a meta de Muriel. O Náutico seguiu marcando a saída do Inter, que rifava lances demais, sem concretizar ataques.
Aos 14, nova ameaça dos adversários. Patric alçou a bola para Souza na quina da área, ele serviu de cabeça para Rhainer, mas Índio chegou para dividir. A resposta do Inter finalmente veio com Leandro Damião. Cassiano recebeu na esquerda, levantou na segunda trave para o centroavante, mas Douglas Santos conseguiu mandar para escanteio, evitando o gol.
Antes da metadade do primeiro tempo, porém, veio o castigo merecido. Falta na frente da área e grande oportunidade para o meia Souza. Ele cobrou com precisão e Muriel não teve como chegar. A bola ainda desviou da barreira, com força e entrou na gaveta do lado esquerdo, rente ao travessão. Estava aberto, justamente, o placar.
Os colorados, então, tentaram partir ao ataque de vez. Aos 29 minutos, Lucas Lima levantou bola rasante, mas Josa tirou de cabeça na pequena área. Na sequência, Damião escapou na esquerda, em belo lançamento de Kléber, cortou dois marcadores e acabou derrubado por Alemão. Cartão amarelo e ótima chance de igualar a partida. A cobrança foi rebatida pela zaga, mas Cassiano recuperou. Ele inverteu bola na área, Damião se esticou para o voleio, mas a bola bateu na lateral do seu pé e foi para trás, com o goleiro Felipe fora do lance.
Nova falta, essa no meio da rua, permitiu ao Timbu ampliar a diferença ainda na primeira etapa. Aos 32 minutos, Souza bateu com muita força, a bola ia no centro do gol, mas desviou na barreira e entrou no canto direito, traindo Muriel.
Fernandão tentou mudar o comportamento do time e aumentar as possibilidades ofensivas com Otavinho e Fabrício nos lugares de Lucas Lima e Josimar. A alteração, porém, não melhorou a criatividade ou a presença do Inter no ataque. O time até tentou pressionar no começo da segunda etapa, com Fabrício lançando Damião na esquerda, a um passo de chutar ao gol, mas aí o goleirão Felipe interviu ao sair nos pés do centroavante para evitar a conclusão.
O Náutico continuou perigoso, com Kiesa em alta velocidade. Ele puxou contra-ataque aos 5 minutos e saiu de frente para o goleiro do Inter, no lado esquerdo. Na hora do chute, porém, bateu fraco e Muriel conseguiu cair bem para defender. Logo depois, terro colorado com nova falta para o Timbu. Souza desferiu novo balaço, mas dessa vez Muriel conseguiu chegar na bola. Foi um projétil no canto direito, com força, mas o goleiro colorado evitou uma desvantagem que praticamente iria definir o jogo
Chance colorada apenas aos 11 minutos e sem muito trabalho com a bola. Fabrício tentou o chute de muito longe, mas pegou o pé de gancho e mandou loooonge da goleira rival. O Inter continuou fazendo faltas na frente da área e testando Muriel. Aos 14, mais uma patada. Souza chutou, a bola curvou da direita para a esquerda e passou rente ao ângulo esquerdo. Tirou tinta da trave e Muriel não chegaria se fosse no gol.
Sem reação para valer do Inter, a goleada foi definida aos 16 minutos.
Na cobrança de escanteio, Kiesa subiu para o cabeceio e definiu goleada do Timbu.! A bola foi no ângulo direito e Muriel ficou paradão no lance, nem se moveu.
O goleio colorado ainda teve que trabalhar aos 23 minutos. Pegou na ponta dos dedos, bola desviada por Alemão na entrada da área. Ele ainda teve reflexo para mudar de direção e catar rente ao chão. Rafael Moura, então, substituiu Cassiano em uma tentativa final de chegar às redes do Timbu.
O centroavante teve chance aos 28 minutos. Kleber lançou Rafael Moura, ele tentou desviar do goleiro, mas Felipe se atirou para pegar firme. Mais uma contribuição do grandalhão veio aos 33. Recebeu na frente da área e cabou falta. Nei botou bastante efeito e força, a bola passou perto do ângulo direito, mas sem ameaçar o gol de Felipe. Frustração do Inter, cada vez mais longe de disputar alguma coisa no Brasileirão.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.