Leite alerta para "avanço expressivo" das internações pela Covid-19 no RS - Agora Já -

Leite alerta para “avanço expressivo” das internações pela Covid-19 no RS



Nos últimos sete dias, ocupação da rede hospitalar estadual saltou de 74% para 79,8%

Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini
18 de fevereiro de 2021

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, alertou a população para gaúcha para manter os cuidados e medidas de prevenção ao Covid-19. De acordo com o chefe do Executivo, o Estado vem observando um avanço expressivo das internações pela doença em leitos clínicos e de UTI. Nesta quarta-feira, a taxa de ocupação da rede hospitalar está em 79,8% – há uma semana, a ocupação era de 74% – com 2.133 pacientes em estado grave. Do total, 1.153 (54,1%) são de casos confirmados para o coronavírus ou com diagnóstico suspeito.

“Nos últimos dez dias, nosso Comitê vem observando uma crescimento expressivo de internações em leitos clínicos e de UTI. Por isso, pedimos para a população seguir com os cuidados”, afirmou, em vídeo ao lado da secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann.

Arita confirmou ainda mudança no custeio dos leitos exclusivos para atendimento de pacientes Covid-19, que atualmente totalizam 1.005. “Havia indefinição se eles seriam prorrogados, os já existentes, e se os novos seriam habilitados. O ministro (da Saúde, Eduardo Pazuello) explicou que haverá mudança no custeio e na forma de pagamento. Embora o valor continue em R$ 1,6 mil a diária, será pós-pago na medida que os hospitais tenham ocupação, que é sempre regulada pela nossa central de leitos do estado”, explicou.

Conforme Arita, a mudança – que deve ocorrer a partir de março – representa uma novidade: “Anteriormente o Ministério fazia pré-pago, ou seja, por 90 dias, que foi a forma como ocorreu em 2020 quando os leitos eram habilitados. Agora muda”, completou. O governador também destacou a modificação no custeio dos leitos e alertou a população sobre o crescimento das internações no RS: “É uma mudança na forma de pagamento, não é mais pré-pago, mas pós-pago, mas garantidos os leitos a serem remunerados pelo Ministério da Saúde, que é bastante importante no momento que a gente observa aumento das internações aqui no Estado”, afirmou Leite.

*Fonte: Correio do Povo

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.