Linha Fiúza e Barra do Barbosa realizam manifestação pela reconstrução da ponte sobre o Rio Ijuí na divisa de Panambi e Condor - Agora Já -

Linha Fiúza e Barra do Barbosa realizam manifestação pela reconstrução da ponte sobre o Rio Ijuí na divisa de Panambi e Condor



Ontem completou um ano que a ponte foi destruída por uma enchente e desde então os moradores precisam andar 20 quilômetros  para acessar às cidades

Foto:
9 de junho de 2018

Foi realizada na manhã deste sábado(09) uma manifestação em forma de protesto, contra as administrações de Panambi e de Condor, por moradores das Linhas Fiúza(Panambi) e Barra do Barbosa(Condor). A manifestação ocorreu nas duas cabeceiras da ponte sobre o Rio Ijuí que divide os dois municípios.

Os moradores protestam pelo que chamam de descaso e um “empurra-empurra” entre as duas administrações Panambi/Condor as quais não entram em acordo para a reconstrução da ponte que caiu com uma enchente ocorrida no passado a qual completou um ano exatamente neste sábado(09), ou seja, já são 365 dias e que os moradores das duas localidades precisam percorrer cerca de 11 quilômetros a mais para terem acesso às cidades. Com a ponte a distância é de 9 quilômetro e sem ela são necessários percorrer 20 quilômetros.

A manifestação que contou com moradores das duas comunidades teve “festa de aniversário” em tom de protesto, o transcurso de um ano sem a ponte. Foram queimados pneus, soltos fogos de artifício e colocadas bandeirinhas do Brasil no local, tudo isto para chamar a atenção das autoridades responsáveis pela obra.

Moradores de Linha Fiúza(Panambi) e Barra do Barbosa(Condor) disseram que estão constantemente em contato com as duas administrações e com os vereadores dos dois municípios, porém, tudo que receberam até agora, foram promessas.

A ponte é de suma importância para o escoamento das safras, fazer o plantio, além de acessar a cidades, em casos de emergências, principalmente do transporte de pessoas doentes. Esta primeira manifestação em forma de protesto foi realizada no local, doravante serão formadas comissões de moradores para comparecerem às câmeras de vereadores e prefeituras com a finalidade de cobrar uma solução imediata, porque já esperaram de mais. Ressaltaram os manifestantes que são contribuintes e que merecem um melhor tratamento enquanto cidadãos.

O local é um entroncamento de rios formadores da Bacia Hidrográfica do Rio Ijuí. O rio que passa sob a ponte é o Rio Ijuí, porém ele conduz as águas dos rios: Alegre, Palmeira e Fiúza, em épocas de enchentes as águas se tornam muito violentas e, por este motivo, requer uma obra de concreto que possa oferecer resistência às águas e segurança para as comunidades.

 

Fotos: Aline Balke


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.