"Não haverá mais impunidade", garante vice-governador sobre motoristas estrangeiros multados no RS. - Agora Já -

“Não haverá mais impunidade”, garante vice-governador sobre motoristas estrangeiros multados no RS.

23 de dezembro de 2011

O governo apresentou uma solução definitiva para acabar com a impunidade aos motoristas estrangeiros que invadem o Rio Grande do Sul, principalmente, durante o verão. A partir de agora, os condutores de outros países abordados pela PRF só deixarão o Estado se quitarem as dívidas.
Até então, eles tinham que pagar as multas em agências bancárias. No entanto, isso só era possível durante a semana e em bancário. A falta de estrutura fazia com que a própria PRF deixasse de abordar os veículos já que os estrangeiros tinham que passar a noite ou até mesmo o final de semana no Brasil.
Agora, as multas podem ser quitadas em 23 postos conveniados com o Banrisul nas cidades de Fronteira. Os postos tem horário estendido, muitos inclusive até as 21h. Fora do horário desses estabelecimentos, os estrangeiros terão que pagar os débitos nos próprios postos da PRF, onde já foram instaladas máquinas de cartão de crédito.
O Presidente do Detran, Alessandro Barcellos, afirma que, agora, os órgãos de trânsito deverão reforçar a abordagem e fiscalização aos estrangeiros.
— Infelizmente eles cometeram nos últimos anos um conjunto de infrações que sequer foi cobrado, trafegando em alta velocidade, sob efeito de álcool, sem cinto de segurança, gerando uma sensação de impunidade. Ao contrário de nós, brasileiros, que quando viajamos para outros países, somos cobrados. Agora, temos amparo legal e operacional que nos permite abordar e fazer com que o condutor cumpra a sua obrigação.
Também foi criado um link no site do Detran gaúcho onde os estrangeiros podem acessar e pagar as dívidas antes de virem ao brasil. Essas informações serão repassadas aos estrangeiros através de folhetos em espanhol, que serão entregues no momento em que eles entrarem no país.
O vice-governador Beto Grill, afirma que a medida acabará com a sensação de impunidade.
— Queremos trabalhar a questão preventiva, alertar os condutores mesmo antes que eles cheguem ao Brasil e paguem as multas antes de viajar. Não haverá mais impunidade.
O Cônsul adjunto da Argentina em Porto Alegre, Júlio Martinez saudou a iniciativa, mas pediu paciência aos estrangeiros, pois muitos desconhecem as leis brasileiras, segundo ele.
— A medida é muito importante para a pessoa que está de férias no Brasil, chega com a família, quer ir para casa e fica com o veículo retido no país. Isso era muito difícil. A informação também é importante. Tem que haver a distribuição de cartilhas informativas, pois o estrangeiro chega a um país que não conhece e é preciso deixar claro para ele, por exemplo, a velocidade das rodovias, entre outras coisas.
Levantamento do Detran gaúcho aponta que em 2010, apenas 2% dos estrangeiros que cruzaram pelas estradas do Rio Grande do Sul, quitaram os débitos antes de deixar o país, como prevê o Código Brasileiro de Trânsito.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados