O trabuco de Panambi - Capítulo 03 - Agora Já -

O trabuco de Panambi – Capítulo 03

Foto:
15 de fevereiro de 2017

CAPITULO  TERCEIRO –  Nos aventuramos em mais um Trabuco de Panambi, já que os assuntos são inesgotáveis. Neste artigo iremos abordar questões que entendemos pertinentes ao futuro de nossa cidade.

EX-PREFEITOS PANAMBI   –  O Primeiro Prefeito de Panambi, foi o Engenheiro Walter Falhauber,  nascido  na  cidade  Neu-Württemberg(antiga denominação de Panambi), estudou na Alemanha – Engenheiro Mecânico – na cidade de Stuttgard  – até  1926 e,  em 1927 fez Pós-Graduação. Voltou ao Brasil e em 1933 – fundou a Metalúrgica Falhauber. Faleceu em 13 de novembro de 1962, vitima de  ataque cardíaco na cidade de Irai-Rs. O Prefeito Pioneiro, construiu o muro divisor de pistas na Rua Barão do Rio Branco, frente a Igreja Batista. Foi instalado Central de Telefones com 120 ramais, mais um em Condor (que pertencia a Panambi) de 10 ramais. Delegacia de Policia, Agência de Estatística, a Pretoria, Posto de Saúde, Escola Agricola (antiga  CCTA) e fundação da Sociedade Hospital Público de Panambi, criado pela Lei nº 64 de março de 1957.(contribuição  do jornalista Neri Biavatti).

CANTINHO DA SAUDADE – VEREADOR ARMINDO JOÃO STALHOFFER –  Foi, juntamente com Conrado Nunes dos Santos, um dos mais festejado Homem Público em Panambi, Sua obra, como homem público ainda está carente de maiores divulgações. Na intimidade dos amigos, era chamado de “Pimentinha” por seu temperamento explosivo, sem no entanto magoar os amigos, que lhe tributavam respeito e admiração, pelo empenho na defesa das “bandeiras” que abraçava.

Foi um batalhador incansável  na busca de Creches para os Bairros, (destaca-se a do Bairro Piratini entre outras) –  construção de Escolas, infraestrutura nos bairros, especialmente no Bairro Fritsch – onde foi um dos responsáveis pela chegada da “água” e da Escola que ali foi edificada. Era amigo do Governador Jair Soares, que foi Ministro de Estado, Secretario de Estado, e outros cargos que assumiu em sua  longa trajetória politica, apoiando o Vereador Armindo em suas incansáveis petições em prol da cidade.

Fez  muito por Panambi, tendo seu nome inscrito no Álbum dos Homens de Bem da cidade de Panambi. Historiador, sabia como poucos os fatos que aqui se passaram, desde a luta Emancipacionista, que culminou com a criação do Município de Panambi.

Seu nome foi  escolhido como uma  justa Homenagem, dando nome ao Bairro Armindo João, que está localizado na Zona Sul da Cidade, próximo a Universidade. Ainda é pouco com certeza, porque homens como o Saudoso Armindo João, não podem cair nos esquecimento, do qual somos testemunhas presentes, pelos longos anos de convívio e amizade.

Por isso, Armindo João, não pode ser esquecido, êle permanecerá por todo o sempre na nossa memória e no nosso CANTINHO DA AMIZADE.

A NOVA CORTE  – TRÂNSITO –  A novel Corte Panambiense, (nova realeza) informa pelos meios de comunicação, que farão alterações no trânsito da cidade. É uma pratica antiga, para mostrar movimentação, um recado à população que a Corte está agindo. Como certamente o numerário está curto,  mudam-se os móveis, quer dizer – as mãos de direção, fecha uma rua, abre contra-mão na outra… e ai vai. Até pode dar certo, mas fácil não é. Esse assunto, mobilidade urbana, já foi muito estudado em Panambi, aqui já aportaram especialistas em trânsito, (certamente como mais conhecimento que os atuais) mas como a cidade cresceu sem um Planejamento,  ao contrário de cidades novas, que são planejadas, a nossa foi crescendo assim, sem uma visão geral. A realidade, é que Panambi, está colhendo aquilo que plantou no passado. Vejam que, inclusive havia previsão de AVENIDA projetada a partir  da Zona Sul  seguindo pelo Arroio Moinho e desembocando após o Posto Alvorada – saída para Condor. Seria uma Avenida  de duas pistas, tipo Eixo Norte-Sul, que poderia desafogar parte do movimento de veículos. No entanto, esse projeto, NENHUM PREFEITO abraçou, ou por falta de recursos, (haveriam desapropriações, e obras de arte) ou por não acreditar que o transito chegasse ao ponto que chegou! Quem sabe LIMITAR o transito de veículos, como em São Paulo, um dia Placas Par,  no outro Placas Impar… vamos acabar chegando lá! Enquanto isso, mudam-se os móveis de lugar… parece que está mudando… Será?

OS DONOS DO PODER –  Dia destes travamos pequeno “debate” com o Pastor Edgar que mencionava no Facebook, o problema do cidadão estar “gradeado” em casa, e os meliantes trazendo intranquilidade. Mencionava como reflexão, Obra de Cesare Beccaria. Que escreveu “Dos Delitos e das Penas”.  Apresentei um Contraponto, lembrando que o homem não nasce para o mal, (com exceção dos Lombrosianos), mas a Sociedade como um todo, também tem lá suas responsabilidades. No pequeno “debate” mencionei que para entender  um pouco, sempre busquei na leitura de Raymundo Faoro – em sua festejada Obra “Os Donos do Poder” escrita na década de 50, que trazia muitas elucidações para os momentos que vivenciamos. Também a Obra do Pensador Francês –   Raymond Aron – que esteve na UNB, (década de 80) muito contribuía, porque na realidade três filosofias da história pairam sobre o Ocidente a partir do Século XX, Oswald Spengler;  Arnold Toynbee e Raymond Aron. Vale a leitura!

            Com os nosso respeitos! Até a próxima!

                        FEVEREIRO DE 2017.


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.