Pinguela para o abismo - Agora Já -

Pinguela para o abismo

Foto:
11 de maio de 2018

Dias atrás conversando com o deputado Elvino Bohn Gass sobre suas ações na tentativa de recuperar para os trabalhadores algumas conquistas que foram saqueadas pelas mudanças nas leis trabalhistas, ao comentar sobre a situação econômica atual, que sempre é usada contra o trabalhador, Bohn Gass dizia: “Temer prometeu uma ‘ponte para o futuro’ que acabaria com a ‘gastança’, encerraria os ‘orçamentos artificiais’ e equilibraria as contas públicas. Passados nem dois anos, aconteceu exatamente o contrário. O déficit público aumentou para R$124,4 bilhões, o segundo maior da história”.

Falando neste tema, fica aqui o convite ao leitor e a todo o trabalhador interessado nos seus direitos, sejam eles trabalhistas, previdenciários, mas, também educação, saúde, moradia, que participe no próximo dia 17 de maio, as 19:00, no Sindicato dos Metalúrgicos de Panambi da plenária em defesa da democracia promovida pela Frente Brasil Popular.

Importante participarmos dos debates sobre a conjuntura economia, sobre a água como bem público e não uma mera mercadoria que ao tempo que é encarecida o seu custo ao cidadão de baixa renda, também ao se transformar em comoditye entregue a grandes grupos traz a certeza da escassez futura. Por fim o debate sobre a educação em seus desafios e perspectivas a ser discutido naquela noite é sem dúvida indispensável neste momento.

Novamente o convite e o desafio da reação a um governo ilegítimo que vem governando numa espécie de vale-tudo. A regra constitucional (artigo 197, inciso III) proíbe que o governo federal faça empréstimos para bancar despesas correntes, como o custeio da máquina pública. Quebrar essa regra é crime de responsabilidade, muito mais grave que uma pedalada fiscal, e pode resultar em impeachment. Realmente de ponte só uma pinguela para abismo.

Infelizmente a “gastança” de Temer não é com o Fies, Ciências Sem Fronteiras, Bolsa Família, Mais Médicos. Não. Ela é de outra ordem. A MP 795 isentou de impostos petroleiras estrangeiras que vão explorar o nosso petróleo a R$ 0,01 o litro. Ganharam um presente de R$ 1 trilhão em renúncias fiscais. Se por um lado, vale todo o esforço de pressão para que a Ministra Cármen Lúcia libere os recursos dos royalties que desde 2013 estão sendo sonegados dos municípios. E aqui, parabéns a prefeitura de Panambi por fazer parte desta luta. Por outro lado, é preciso denunciar também a questão do roubo do pré-sal. Crime que começou com a turma de Curitiba chefiado por Moro. Mencionei Mais Médicos. Pior e aqui não consigo entender o que está acontecendo em Panambi. Abrir mão de programas como este é no mínimo uma estupidez. Lula Livre!

 

Natanael Mücke
Economista – CRE-RS 6593
Secretaria de Planejamento e Finanças de Cruz Alta


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.