Polícia Civil vai investigar agressão contra professora em Indaial - Agora Já -

Polícia Civil vai investigar agressão contra professora em Indaial

Foto:
22 de agosto de 2017

A Polícia Civil de Indaial vai investigar o caso da professora Márcia Friggi, que foi agredida por um aluno de 15 anos na segunda-feira. Segundo o delegado José Klock, por se tratar de um menor de idade, será aberto um auto de apuração de ato infracional de adolescente. O procedimento é semelhante a um inquérito e, depois de concluído, será encaminhado à Promotoria da Infância e Juventude da Comarca de Indaial.

 

A delegacia também expediu uma guia para exame de corpo de delito da vítima, que deve ser feito no Instituto Geral de Perícias (IGP) de Blumenau. As testemunhas que estavam na unidade de ensino no momento da agressão ainda não foram ouvidas, mas devem prestar depoimento nos próximos dias. O menor suspeito da agressão não possuía qualquer antecedente segundo a Polícia Civil.

 

– Queremos dar prioridade a esse caso, até mesmo pela grande repercussão do caso, e pretendemos concluir o auto de apuração em cerca de 10 dias – pontua Klock.

 

Na manhã desta terça-feira, a professora se manifestou em seu Facebook, agradecendo o apoio e comentando as críticas que vem recebendo nas redes sociais por conta de seu posicionamento político:

 

“Imensamente grata às milhares de mensagens de apoio e carinho que recebi. Não tenho condições de agradecer a todos de forma particular, como gostaria e como merecem. Da mesma forma, não posso me calar diante das manifestações de ódio as quais estou sendo alvo. Não estou surpresa, infelizmente, nunca esperei atitude diferente dessas pessoas. Sou cidadã brasileira e, como todos, tenho liberdade de expressão. O ódio não irá me calar, só fortalece a certeza de que sempre estive do lado certo. Estou cada vez mais convicta de que sempre lutei e continuarei lutando por um mundo melhor, livre do ódio, do racismo, do preconceito, do machismo, da misoginia, da homofobia, do fascismo. Dilacerada ainda, mas em paz!”

 


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.