Polícia Federal troca de comando no Rio Grande do Sul - Agora Já -

Polícia Federal troca de comando no Rio Grande do Sul



Aldronei Pacheco Rodrigues substitui José Antônio Dornelles

Foto: Divulgação Polícia Federal/RS
7 de junho de 2021

O Diário Oficial da União traz nesta segunda-feira (7) a confirmação das trocas de comando da Polícia Federal no Rio Grande do Sul e em mais oito Estados e no Distrito Federal. A mudança ocorre quase um mês após o anúncio pelo governo federal dos nomes dos novos superintendentes. No Rio Grande do Sul, o chefe da instituição passa a ser o delegado Aldronei Pacheco Rodrigues, que estava lotado na Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros.

Há 16 anos da PF, Aldronei, 51 anos, fez carreira como policial operacional. Entre as operações de maior repercussão que ele coordenou ou esteve entre os coordenadores, estão a Kollektor, que apurou desvios na Ulbra; PHD, que investigou fraude na concessão de bolsas de estudo na UFRGS; Mercari, que investigou fraudes em ações de marketing do Banrisul; Semilla, que resultou em indiciamento por favorecimento de empresas em contratos com o Ministério da Agricultura no Estado; e Lamanai, que desarticulou um esquema de fraude envolvendo o mercado de moedas virtuais.

O delegado também esteve à frente de inquéritos resultantes da Lava-Jato, que tinham como investigados políticos do Rio Grande do Sul, e da Operação Solidária, que apurou fraudes em licitações no Estado.

Ainda não há data para posse. A equipe da nova administração da PF no Estado ainda está sendo montada.

Aldronei substitui o delegado José Antônio Dornelles, que está na Polícia Federal há quase 40 anos. Em entrevista no domingo (6), Dornelles revelou que recebeu convite para ser adido da instituição na Bolívia, mas que não aceitou. O delegado anunciou que pretende se aposentar.

— São 40 anos. Eu vou sair agora para umas licenças e férias que estão pendentes. Até vou dar uma pensada, mas existe uma possibilidade bem forte de aposentadoria. Meu tempo já estourou em 17 anos. Eu já podia ter me aposentado em 2004, com 30 anos fechados de polícia — disse Dornelles.

Outras mudanças

Além de Aldronei, passam a ser superintendentes a partir desta segunda-feira os delegados Hugo de Barros Correia (DF), Marcelo Sálvio Rezende Vieira (MG), Caio Rodrigo Pellim (CE), Chang Fan (MS), Daniel Grangeiro de Souza (PE), Luiz Carlos Nóbrega Nelson (RN), Júner Caldeira Barbosa (SE), Anderson de Andrade Bichara (AP) e Sandro Luiz do Valle Pereira (AL).

 

*Fonte: GaúchaZH


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.