Porto Alegre e Passo Fundo chegam a 24 óbitos por coronavírus; RS tem 151 vítimas fatais - Agora Já -

Porto Alegre e Passo Fundo chegam a 24 óbitos por coronavírus; RS tem 151 vítimas fatais



Em uma semana, foram 44 mortes registradas por coronavírus no Estado

Foto: Franck Fife / AFP
18 de maio de 2020
  • São 3.750 casos confirmados em 225 municípios do RS
  • Número de recuperados é de 2.215, o equivalente a 59% do total de registros
  • No Brasil, são 254.220 casos e 16.792 óbitos

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) confirmou nesta segunda-feira (18) mais sete mortes por coronavírus no Rio Grande do Sul. São quatro homens e três mulheres, com idades entre 63 e 91 anos. Elas residiam nas cidades de Sapucaia do Sul, Passo Fundo e Porto Alegre. Estas duas últimas, registram o maior número de mortes no Estado – 24 em cada. Assim, o Rio Grande do Sul registra 151 mortes pela doença.

Ainda de acordo com os dados divulgados pela SES, entre esta segunda-feira e a segunda-feira passada (11), o Estado contabilizou 44 mortes por conta da covid-19. Os dias com maior número de vítimas foram na quarta-feira (13), com sete óbitos, e na sexta-feira (15), com oito.

O número de casos confirmados no Rio Grande do Sul é de 3.750 em 225 municípios. Já o número de recuperados é de 2.215, o equivalente a 59% do total de registros.

As vítimas de Passo Fundo foram confirmadas pela prefeitura do município ainda na manhã desta segunda-feira. Foram dois homens, com idades de 66 e 90 anos.

Em Porto Alegre, as vítimas são duas mulheres, com idades de 92 e 87 anos, e um homem, de 63 anos. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, todos possuem comorbidades. A última confirmação foi de uma idosa, de 92 anos, que estava internada desde o dia 12 de maio no hospital de Clínicas. Ela era hipertensa.

Já em Sapucaia do Sul, foi confirmada a morte de duas mulheres, de 80 e 86 anos. Ambas estavam internadas no Hospital Presidente Vargas e, segundo a prefeitura, possuíam comorbidades. De acordo com a prefeitura, elas já estavam internadas na instituição quando contraíram a doença. O executivo informou ainda que elas tiveram contato com um familiar de um paciente que estava no mesmo quarto das vítimas.

 

*Fonte: GaúchaZH


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.