Primeira parcela de auxílio emergencial é paga a 2,5 milhões de pessoas - Agora Já -

Primeira parcela de auxílio emergencial é paga a 2,5 milhões de pessoas



Valor desembolsado nesta quinta-feira chega a R$ 1,5 bilhão, segundo a Caixa

Foto: (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
9 de abril de 2020

A primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 foi paga pelo governo federal nesta quinta-feira (9) a 2,5 milhões de pessoas em todo o Brasil. Ao todo, foram realizados créditos para 2,1 milhões de clientes da Caixa Econômica Federal e para outros 436 mil correntistas do Banco do Brasil. Com isso, já foi desembolsado R$ 1,5 bilhão a pessoas inscritas no Cadastro Único, primeiro grupo a receber o benefício.

Como o valor já está disponível na conta dos contemplados, não é necessário ir a agências ou lotéricas para receber a parcela. O valor pode ser movimentado através de internet banking, aplicativo do banco ou em compras realizadas a débito com o cartão.

A superintendência da Caixa no Rio Grande do Sul afirma que ainda não há dados específicos sobre pessoas contempladas e os valores depositados no Estado. No país, o banco já recebeu mais de 28 milhões de cadastros através do aplicativo Auxílio Emergencial, do site do banco e da Central 111. A projeção do Ministério da Cidadania é de que cerca de 54 milhões de pessoas tenham direito ao benefício.

Cronograma

Para quem está no Cadastro Único

Os cidadãos inscritos no CadÚnico até 20 de março que cumpram os requisitos legais, não façam parte do Bolsa Família e tenham conta poupança na Caixa ou conta no Banco do Brasil, receberão o crédito de forma automática. No caso daqueles sem conta na Caixa ou Banco do Brasil, o crédito será feito na poupança social digital da Caixa, criada automaticamente e sem custo para o beneficiário.

Primeira parcela: Para quem tem poupança na Caixa ou no Banco do Brasil, em até dois dias úteis após o recebimento da base pela Dataprev, que analisa quem deve receber ou não o benefício – a previsão é de que os primeiros pagamentos sejam repassados na quinta-feira. Para quem receberá pela poupança social digital da Caixa, em até três dias úteis após o recebimento da base pela Dataprev.

Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril, conforme o mês de nascimento do beneficiário. Para os nascidos em janeiro, fevereiro ou março, no dia 27; em abril, maio ou junho, no dia 28; em julho, agosto ou setembro, no dia 29; e em outubro, novembro ou dezembro, no dia 30.

Terceira parcela: entre 26 e 29 de maio, conforme o mês de nascimento do beneficiário. Para os nascidos em janeiro, fevereiro ou março, no dia 26; em abril, maio ou junho, no dia 27; em julho, agosto ou setembro, no dia 28; e em outubro, novembro ou dezembro, no dia 29.

Para quem não está no Cadastro Único, mas se inscreveu no aplicativo ou site

Os cidadãos que se enquadram na lei mas estão fora do CadÚnico devem registrar a autodeclaração no site auxílio.caixa.gov.br ou no aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial. Quem cumprir os critérios de elegibilidade, que serão avaliados pela Dataprev, receberão crédito em conta de qualquer instituição financeira indicada no momento do cadastro ou na poupança social digital Caixa, aberta automaticamente em nome do trabalhador, sem custos.

Primeira parcela: em até três dias após a data de recebimento pela Caixa da validação pela Dataprev – a previsão é que os primeiros pagamentos sejam efetuados a partir da próxima terça-feira.

Segunda parcela: entre 27 e 30 de abril, conforme o mês de nascimento do beneficiário. Para os nascidos em janeiro, fevereiro ou março, no dia 27; em abril, maio ou junho, no dia 28; em julho, agosto ou setembro, no dia 29; e em outubro, novembro ou dezembro, no dia 30.

Terceira parcela: entre 26 e 29 de maio, conforme o mês de nascimento do beneficiário. Para os nascidos em janeiro, fevereiro ou março, no dia 26; em abril, maio ou junho, no dia 27; em julho, agosto ou setembro, no dia 28; e em outubro, novembro ou dezembro, no dia 29.

Para quem recebe o Bolsa Família

Para aqueles que recebem o Bolsa Família, a avaliação de elegibilidade será automática, prevalecendo o benefício que garantirá maiores recursos ao cidadão. Quem tiver o direito receberá o crédito do auxílio em abril, maio e junho, nos mesmos dias do calendário regular Bolsa Família, e pelos mesmos meios de recebimento.

 

*Fonte: GaúchaZH


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.