Realizada ontem(07) a primeira audiência para ouvir testemunhas do caso do desaparecimento da Contadora de Boa Vista das Missões - Agora Já -

Realizada ontem(07) a primeira audiência para ouvir testemunhas do caso do desaparecimento da Contadora de Boa Vista das Missões



Vinte e duas das 40 testemunhas foram ouvidas em 10 horas no Foro de Palmeira das Missões. Próxima audiência está marcada para dia 26.

8 de junho de 2018

Foi realizada ontem – quinta-feira(07) a primeira audiência para ouvir as 40 testemunhas do caso do desaparecimento da contadora residente em Boa Vista das Missões. Sandra Mara Lovis Trentin, saíra de sua residência em Boa Vista das Missões com destino a Palmeira das Missões, onde chegou a ser captada deambulando por câmeras de vídeo monitoramento, tendo desaparecido desde então.

As investigações policiais levaram para a tese de homicídio e ocultação de cadáver, sendo que o principal suspeito do crime é o ex-companheiro da contadora, Paulo Ivan Baptista Landefeld, 48 anos o qual, em tese, teria contratado Ismael Bonetto, 22 e outros envolvidos os quais ainda não foram suficientemente identificados, para consumarem o crime.

Ontem(07) durante todo o dia, foram realizadas 22 oitivas no Foro da Comarca de Palmeira das Missões, sendo 13 indicadas pela defesa e 9 indicadas pelo Ministério Público, a sessão teve 10 horas de duração. A próxima audiência na qual deverão ser ouvidas as demais testemunhas está marcada para o dia 26 de junho através de carta precatória em outras comarcas pelo sistema de videoconferência. Ainda nesta data deverão ser ouvidas testemunhas nos municípios de Rodeio Bonito/RS e Lages/SC.

Nos depoimentos, as testemunhas foram questionadas, prioritariamente, sobre o comportamento dos suspeitos Paulo Ivan Baptista Landefeld e Ismael Bonetto, durante o registro da ocorrência, período de investigação, na hora dos depoimentos bem como, antes do dia 30 de janeiro, data que Sandra desapareceu, na cidade de Palmeira das Missões. Para o Ministério Público, Sandra foi morta pelo jovem, a mando do marido entre os dias 30 de janeiro e 17 de fevereiro.

 

As acusações que pesam sobre os suspeitos

 

Contra Ismael Bonetto, 22 anos, pesa a acusação de homicídio, ocultação de cadáver e ainda de extorsão, ele esteve presente na primeira audiência. Ele foi preso em Santa Catarina, no mês de fevereiro, após ter assumido, em depoimento, que teria matado Sandra com dois tiros e ocultado o corpo a pedido do marido, que queria o fim do casamento sem precisar partilhar o patrimônio. Em segunda versão, Bonetto inocentou Landfeldt e afirmou que ouviu falar sobre o caso e procurou o marido a fim de extorqui-lo.

 

Já conta Paulo Ivan Baptista Landefeld, 48 anos, marido da contadora, a acusação é de homicídio e ocultação de cadáver. Através de sua defesa ele pediu dispensa de participar das audiências, e teve a solicitação acatada pelo juiz. Sob cárcere, agora, em Canoas pela falta de cela especial em Palmeira das Missões, Landefeld, é suspeito de ter efetuado o pagamento da quantia R$ 40 mil a outras pessoas não suficientemente identificadas e a Ismael Bonetto para dar fim à vida de Sandra.

 

Os dois suspeitos seguem presos preventivamente. A defesa dos réus questiona a consideração somente do primeiro depoimento de Bonetto, bem como afirma não haver materialidade ou prova de que Sandra esteja morta, como sugere o MP. O desaparecimento da contadora completou quatro meses na semana passada.

 

 

Fonte: Folha do Noroeste – Foto: Eder Calegari.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados