Rio Grande do Sul é o Estado com mais casos de Aids, segundo Ministério da Saúde - Agora Já -

Rio Grande do Sul é o Estado com mais casos de Aids, segundo Ministério da Saúde

28 de novembro de 2011

O sul do Brasil concentra 23% dos casos de Aids, com apenas 14% da população total do país. O dado chama atenção do Ministério da Saúde, que promete investimentos na região para reverter essa estatística. O número faz parte do Boletim Epidemiológico DST Aids, divulgado pelo ministério em coletiva de imprensa em Brasília, na manhã desta segunda-feira.

De acordo com o boletim, todas as 10 cidades que lideram a lista de maior incidência da doença estão no Sul (veja lista abaixo). Na estatística por Estado, o Rio Grande do Sul é o que mais registra casos de Aids: são 27,7 por 100 mil habitantes. O segundo do ranking é Roraima (26/100mil), seguido por Santa Catarina (23,5/100mil). O Paraná é o quinto da lista, com 15,7 casos por 100 mil habitantes. No ranking por capitais, Porto Alegre também se destaca com 99,8 casos por 100 mil habitantes, enquanto Florianópolis, segunda da lista, registra 57,9 casos por 100 mil. Os dados se referem a 2010.

— O que nos chama atenção é que o RS tem muito mais casos em relação à sua população, mas não é um fator isolado que leva a isso, como o acesso ao diagnóstico, por exemplo. Nós reforçamos as campanhas no Sul, em especial no RS, inclusive com ações regionalizadas em pequenas cidades — disse o ministro Alexandre Padilha.

No país inteiro, 630 mil pessoas convivem com HIV/Aids. A prevalência da doença (estatística de pessoas infectadas por HIV) permanece estável em cerca de 0,6% da população, enquanto a incidência (novos casos notificados) teve leve redução de 18,8/100 mil habitantes em 2009 para 17,9/100 mil habitantes em 2010. Houve um aumento significativo de casos identificados em pequenos municípios (com até 50 mil habitantes). Essas cidades respondiam por 5,6% dos casos e passaram a representar 8,4% dos casos, conforme o boletim divulgado hoje. Ranking da taxa de incidência de Aids (por 100 mil) em municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes 1. Porto Alegre (RS) — 99,8

2. Alvorada (RS) — 81,8

3. Balneário Camboriú (SC) — 77,7

4. Uruguaiana (RS) — 67,0

5. Sapucaia do Sul (RS) — 66,4

6. Criciúma (SC) — 61,9

7. Biguaçu (SC) — 60,1

8. Pinhais (PR) — 58,1

9. Florianópolis (SC) — 57,9

10. Canoas (RS) — 57,4 Taxa de incidência de Aids (por 100 mil habitantes) nas capitais brasileiras
1. Porto Alegre (RS) — 99,8

2. Florianópolis (SC) — 57,9

3. Manaus (AM) — 50,9

4. Boa Vista (RR) — 46,4

5. Curitiba (PR) — 41,8

6. Belém (PA) — 41,3

7. Porto Velho (RO) — 37,8

8. Vitória (ES) — 35,1

9. Rio de Janeiro (RJ) — 34,7

10. Recife (PE) — 33,4 CLICRBS.COM


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados