Seguradora paga R$ 200 mil em indenização a família de morto em acidente, 12 anos depois. - Agora Já -

Seguradora paga R$ 200 mil em indenização a família de morto em acidente, 12 anos depois.

Foto:
28 de novembro de 2013

Em razão de um contrato mantido com a concessionária Coviplan, a Bradesco Seguros pagou mais de R$ 200 mil de indenização por danos morais e materiais à família de um homem que morreu vítima de um acidente em Santo Antônio do Planalto, no Norte gaúcho, em setembro de 2011. O caso se arrastou por 12 anos na justiça até ficar comprovado que a causa principal do acidente, que provocou a capotagem do veículo, foi o desnível da pista, apurado à época em 15 centímetros, quando o máximo tolerado é de 5.

O acidente ocorreu na BR-386. A vítima vinha na carona de uma camionete D-20. Por razões desconhecidas, o condutor perdeu o controle da direção, o pneu traseiro direito do veículo estourou, a camionete invadiu o acostamento e tombou. Os autores da ação, 11 filhos e a viúva, requereram indenização por danos morais e pensionamento.

Em uma decisão de maio de 2010, a 4ª Vara Cível da Comarca de Novo Hamburgo, condenou as rés, de forma solidária, ao pagamento de indenização, a título de danos morais, aos herdeiros e viúva da vítima, totalizando 190 salários mínimos, com correção monetária. Já a pensão foi fixada em dois terços de um salário mínimo a ser pago à viúva, desde a época do acidente até o dia em que a data de nascimento do marido completar 76 anos.

O desnível de pista é considerado, pelos organismos oficiais, como defeito de pista e, no caso analisado, superando o desnível duas vezes o limite tolerado, a falha de segurança foi considerada gravíssima, competindo à concessionária o dever de indenizar. A decisão foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul em dezembro do ano passado.

Fonte: Rádio Guaíba


(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.