Sem marcar de novo, Grêmio é goleado pelo Cruzeiro no Mineirão - Agora Já -

Sem marcar de novo, Grêmio é goleado pelo Cruzeiro no Mineirão

Foto:
11 de novembro de 2013
O Grêmio não balança as redes há seis jogos. O Tricolor desperdiçou novamente muitas chances e foi goleado pelo líder Cruzeiro por 3 a 0, no Mineirão, no domingo, pela 33ª rodada do Brasileirão. Apesar da vitória da Raposa, os mineiros não puderam comemorar o título antecipado por causa da vitória do Atlético-PR contra o São Paulo.
Com o resultado, o Grêmio permanece com 54 pontos e ocupa, no momento, a terceira posição da tabela. O Cruzeiro alcançou os 71 pontos e tem 13 de diferença para o vice-líder. Na próxima rodada, o Tricolor encara o Vasco na quarta-feira, às 19h30min, na Arena. Já a Raposa pega o Vitória, no mesmo dia, às 21h50min, no Barradão.
Grêmio começa recuado
De volta ao esquema com três zagueiros e três volantes, o Grêmio passou o primeiro tempo recuando e esperando o Cruzeiro em seu campo. O líder do Brasileirão, precisando da vitória para obter o título antecipado, teve calma para explorar espaços no setor ofensivo.
Diante da forte marcação gremista, a Raposa encontrou dificuldade na articulação no início da partida. Mas o gol do atacante Borges aos 33 minutos, numa jogada aérea, acabou com a estratégia do Tricolor de defesa.
A primeira chance do confronto ocorreu aos dois minutos, quando Nilton acertou um cabeceio sem força, que foi direto para fora. Em seguida, Lucas Silva cobrou falta frontal no canto, perto da trave.
Aos 11, após tabela com Éverton Ribeiro, Egídio recebeu na frante, mas concluiu fraco para a meta. A primeira chegada do Grêmio na frente aconteceu apenas aos 12 minutos. No cruzamento, Alex Telles desviou de cabeça nas mãos do goleiro Fábio.
Cruzeiro tem calma e Borges abre o placar
Com persistência e tranquilidade, o time cruzeirense continuou avançando na frente, em busca de espaços abertos na zaga tricolor. Aos 21, Dagoberto cobrou escanteio e Rhodolfo quase fez gol contra ao tentar afastar o perigo. Uma chance incrível foi desperdiçada por Borges em seguida. Éverton Ribeiro cruzou rasteiro na pequena área, mas o ex-gremista errou em bola na frente de Dida.
Mas o atacante não perdeu a oportunidade na marca dos 33 minutos. Dagoberto escorou de cabeça, Werley cortou mal e Borges, com uma bicicleta estranha, colocou a bola nas redes.
Ricardo Goulart quase ampliou no lance seguinte. O meia entrou na área pela direita, mas foi bloqueado por Alex Telles. O Tricolor foi ao ataque no final do primeiro tempo, mas Fábio salvou o time da casa. No escanteio, Rhodolfo chutou no canto. O goleiro espalmou, Souza pegou o rebote, mas o camisa 1 defendeu de novo.
Tricolor volta igual do intervalo
O Grêmio voltou do intervalo com o mesmo time. E o ímpeto ofensivo continuou praticamente nulo nos primeiros minutos do segundo tempo. Com a vantagem no placar, o Cruzeiro administrou a partida na etapa final e detinha o domínio da posse de bola.
Com seis minutos, Dedé lançou Borges na pequena área, Rhodolfo foi rápido para fazer a parede e Dida segurou a bola. O Grêmio trocava passes no meio-campo, mas não conseguia penetrar na defesa oponente. Diante da dificuldade, Kleber arriscou um forte chute da meia-lua. A bola foi no canto e o Fábio fez grande defesa.
Para conter qualquer iniciativa da equipe visitante, o técnico Marcelo Mattos mudou com 17 minutos. Ele colocou o volante Júlio Baptista no lugar de Borges e fechou a meia-cancha. Na primeira jogada do veterano, ele deixou Ricardo Goulart livre na área, mas o meia demorou para concluir.
Bola não entra e a Raposa goleia
O Tricolor respondeu com Barcos. Aos 19, ele aparou cruzamento de Souza e jogou para fora. Depois, o Pirata arrematou duas vezes com perigo, mas não contou com a sorte. Aos 27, o camisa 9 acertou o poste após uma bomba da meia direita. Na sequência, o argentino meteu a bola no canto e o arqueiro espalmou.
Como quem não faz, leva, o Cruzeiro ampliou a vantagem no Mineirão. Aos 33, Willian, que recém tinha entrado, aproveitou a bobeira da zaga e balançou as redes.
O Tricolor respondeu e Barcos desperdiçou outra grande oportunidade aos 39. Depois de conclusão forte do Mamute, Fábio cedeu rebote na pequena área. Só que o Pirata se enrolou com a bola e deixou a defesa cruzeirense se recuperar. Em seguida, Ricardo Goulart escapou da zaga e fez o 3 a 0, para comemoração da torcida no Mineirão.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.