Transportes puxam alta da inflação semanal em novembro, aponta FGV - Agora Já -

Transportes puxam alta da inflação semanal em novembro, aponta FGV

Foto:
3 de dezembro de 2013
O grupo Transportes, que passou de 0,05% na terceira quadrissemana de novembro para 0,11% na última leitura do mês, foi o que mais contribuiu para a alta do Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), divulgado na segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador geral subiu 0,01 ponto porcentual, de 0,67% para 0,68% entre os dois períodos.
Os itens com as maiores influências positivas no IPC-S foram tarifa de eletricidade residencial (2,61% para 2,80%),refeições em bares e restaurantes (0,44% para 0,63%), aluguel residencial (0,89% para 0,95%), passagem aérea (11,92% para 18,88%) e cigarros (1,65% para 2,34%).
Já os cinco itens com as maiores influências negativas foram leite tipo longa vida (-3,12% para -3,82%), show musical (-0,59% para -1,82%), feijão carioca (-4,47% para -5,43%), gasolina (-0,42% para -0,21%) e mamão papaia (-9,38% para -5,49%).
Dentro dos grupos que apresentaram alta, a FGV também destacou o comportamento dos itens etanol (0,39% para 0,93%), no grupo Transportes, passagem aérea (11,92% para 18,88%), no grupo Educação, Leitura e Recreação, roupas (0,84% para 1,07%), no grupo Vestuário, e cigarros (1,65% para 2,34%), no grupo Despesas Diversas.
Já entre os grupos que desaceleram, a instituição destacou os itens eletrodomésticos e equipamentos (0,34% para 0,12%), no grupo Habitação, laticínios (-0,91% para -1,15%), no grupo Alimentação, pacotes de telefonia fixa e internet (1,61% para 1,19%), no grupo Comunicação e artigos de higiene e cuidado pessoal (0,66% para 0,50%), no grupo Saúde e Cuidados Pessoais.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.