Triunfo teve contas reprovadas pelo TCE-RS 22 vezes nos últimos 24 anos - Agora Já -

Triunfo teve contas reprovadas pelo TCE-RS 22 vezes nos últimos 24 anos

Foto:
13 de dezembro de 2013
Com o nome frequentemente vinculado a casos de corrupção e crime eleitoral, o município de Triunfo é um dos mais ricos do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, teve as contas da prefeitura reprovadas 22 vezes nos últimos 24 anos e não consegue oferecer serviços básicos para a população como saúde.
O último escândalo a abalar a credibilidade da classe política local veio a público na quarta-feira (11), durante uma operação da Polícia Federal. Sete pessoas foram presas na cidade, entre elas o ex-prefeito e dois secretários municipais. Contra elas, pesa a suspeita de crimes como corrupção, falsidade ideológica, formação de quadrilha, fraude em licitações e peculato, além de compra de votos.
Por causa das empresas do Polo Petroquímico, Triunfo tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) do estado. Com os impostos, uma fatia dessa renda vai para os cofres do município. “Isso poderia ser, se bem aplicado, revertido em melhorias para a educação, saúde e outros serviços que o município oferece”, diz Thomas Hyeono Kang, pesquisador da Fundação de Economia e Estatística (FEE).
Não é o que se vê na prática. Em 24 anos, os gastos da prefeitura foram aprovados apenas duas vezes pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS). “As principais falhas estão relacionadas ao pagamento irregular de diárias, cargos de comissão em número excessivo, desvio de finalidade na atuação desses cargos em comissão, despesas irregulares de contratos, entre outras”, afirma o diretor de controle e fiscalização do TCE, Leo Richter.
Essas irregularidades podem ajudar a explicar a falta de serviços básicos e os baixos índices de desenvolvimento do município. A taxa de mortalidade de menores de 5 anos na cidade é maior do que a média do resto do estado. Na educação, alunos de Triunfo ficaram abaixo da média gaúcha na avaliação nacional. Na saúde, o atendimento também é precário.
O mecânico aposentado Hyginio de Souza é um dos pacientes que não consegue atendimento médico no município. Com o fêmur quebrado há oito meses, ele precisaria passar por uma cirurgia de urgência, conforme recomendação médica. Mas a família teve que recorrer à Justiça, porque a Secretaria Municipal da Saúde perdeu o encaminhamento. “Se eu tivesse dinheiro para fazer essa cirurgia, já tinha feito há muito tempo. Isso até é uma falta de humanidade”, reclama.
Outro exemplo do descaso pode ser visto na Rua dos Bombeiros Voluntários. A via é chamada assim por causa do galpão do grupo de bombeiros, hoje em ruínas e repleto de carros abandonados. Segundo a Brigada Militar, há muito tempo Triunfo não tem um grupo atuante de bombeiros. Se houver um incêndio, o socorro mais próximo está a 49 quilômetros, na cidade vizinha de Montenegro.
Enquanto isso, a população já praticamente se acostumou a ver o nome da cidade envolvido em escândalos de corrupção. “É muito roubo. Nosso município era para ser rico, mas eles embolsam todo o nosso dinheiro”, reclama o aposentado José Inácio Barth. “É uma vergonha. Eu moro aqui há 35 anos. Aqui não era para ter pobreza. E a gente tem que ver essa situação de Triunfo toda a vida nas páginas policiais. Quando é que isso vai mudar?”, questiona a dona de casa Cerenita Knapp.

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.