Uma mãe, uma heroína, uma policial! - Agora Já -

Uma mãe, uma heroína, uma policial!

16 de Maio de 2018

Neste último final de semana, os brasileiros acompanharam a notícia de que uma policial reagiu a um assalto em frente à escola de suas filhas em São Paulo, que culminou na morte do marginal que estava anunciando o crime. A cabo Katia da Silva Sastre, em um ato heroico e instintivo, defendeu sua filha e os filhos de vários outros pais que com ela estavam, do lado de fora de uma instituição de ensino, aguardando por uma apresentação alusiva ao Dia das Mães.

Acima se destaca o fato. O ruim dessa história toda é a forma como a mídia noticia isso, promovendo uma opinião contrária sobre a ação da policial, levantando questionamentos se de fato ela agiu certo ao reagir e atirar no bandido.

Qual o pai ou mãe que dispondo de uma arma e com condições favoráveis não protegeria sua família?

É uma pena que tenhamos que ler e ouvir comentários desdenhosos acerca da atitude tomada pela cabo. A mídia e as pessoas que acham que o que Katia fez não foi coerente, precisam entender que uma parcela muito significativa da população apoia reações exemplares desse tipo, porque estão fartos de ver bandido chegar, levar seus bens e de quebra, tirar a vida de inocentes.

O marginal hoje está seguro de si no que faz, sabe que as vítimas estão por aí desprovidas de meios de defesa e isso faz com que a ação fique fácil: é tirar doce de criança. Não estou entrando no mérito do desarmamento, sobre o qual tenho uma opinião formada, mas sim, sobre a atuação da policial. Quantos casos parecidos acontecem e vemos a mídia distorcer os fatos, de modo que o criminoso se torne a vítima?

Hoje precisamos dar força e reconhecer a atitude da cabo Katia, afinal, sua técnica, destreza e coragem salvaram muitas vidas que ali estavam. O bandido hesitaria se fosse preciso matar um dos inocentes presentes naquele local?

Obviamente que isso também não deve abrir precedentes para que um policial à paisana saia por ai reagindo e matando criminosos, mas quando há condições como a que aconteceu em frente à escola Ferreira Master, sem dúvidas, uma ação técnica e certeira vinda de um profissional da segurança pública tem o seu valor. A presença dessa mãe e policial significou um ato heróico, que devemos reconhecer e aplaudir. Dessa forma, a homenagem prestada pelo Governador de São Paulo, Marcio Franca, foi mais do que justa e merecida.

Finalizo parafraseando Eleanor Roosevelt: “Você ganha força, coragem e confiança através de cada experiência em que você realmente para e encara o medo de frente”.


Rua Barão do Rio Branco, 1012, sala 205 - Centro - Panambi - RS (55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados