Grupo suspeito de revender carros roubados sob encomenda é alvo de operação em 12 cidades do RS - Agora Já -

Grupo suspeito de revender carros roubados sob encomenda é alvo de operação em 12 cidades do RS



Suspeitos venderiam carros roubados por valores abaixo do mercado e compradores assumiam o risco de 'andar até cair' em barreiras. São cumpridos 46 mandados de busca, entre outras ordens judiciais.

Foto: Foto: Polícia Civil/Divulgação
10 de maio de 2023

Um grupo suspeito de roubar carros, adulterar documentos e revendê-los sob encomenda é alvo de uma operação da Polícia Civil em 12 cidades do Rio Grande do Sul nesta terça-feira (9). São cumpridos 46 mandados de busca e apreensão, 15 ordens de sequestro de bens e duas quebras de sigilo bancário e fiscal dos investigados.

“Todas essas negociações são intermediadas pelo líder dessa quadrilha, que já responde a vários procedimentos criminais”, diz a delegada Jeiselaure de Souza.

Até a atualização mais recente desta reportagem, seis pessoas haviam sido presas em flagrante por crimes como falsificação de documentos, entre outros.

Os mandados são cumpridos em Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Gravataí, Canoas, Eldorado do Sul, Sapucaia do Sul, Barão do Triunfo, Charqueadas, General Câmara, Butiá, São Sebastião do Caí.

‘Andar até cair’

 

Os veículos roubados e com a documentação alterada eram vendidos por preços abaixo do mercado, segundo a polícia. Áudios interceptados pela polícia mostram a negociação de uma caminhonete avaliada em mais de R$ 100 mil por cerca de R$ 2,6 mil, o que compensaria ao receptador o risco de circular com um carro roubado.

“Se tu mesmo comprar ela a R$ 2,6 mil e desmanchar ela, meu patrão, só em peça tira oito vezes o valor que tu pagou. Tá louco, só o motor dessa caminhonete vale uma paulada”, diz o investigado no áudio.

Com isso, o receptador adotava a prática de “andar até cair” em uma barreira.

“Essa pessoa pode ser presa tanto pelo crime de receptação, se for comprovada a origem criminosa desse bem, como também pelo artigo 311, que é a adulteração dos sinais identificadores desse veículo”, afirma a delegada.

Fonte:  RBS TV e g1 RS
Foto : Polícia Civil/Divulgação

(55) 3375-8899, (55) 99118-5145, (55) 99119-9065

Entre em contato conosco

    Copyright 2017 ® Agora Já - Todos os direitos reservados
    error: Conteúdo protegido! Cópia proibida.